segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Mercado Municipal terá sua maior reforma desde o século XX

A Prefeitura de Campos está concluindo os preparativos para realizar obras de reestruturação do Mercado Municipal.
O secretário de Obras, Urbanismo e Infraestrutura, Edilson Peixoto, informa que o projeto prevê a execução da recuperação da estrutura e também a preservação de detalhes de época, como o antigo relógio, e os braços de sustentação em ferro fundido. 

Consta no projeto que após as intervenções, a fachada arquitetônica ficará o mais próximo possível do projeto original do prédio, inaugurado na década de 20. O secretário destaca que as obras vão além da reforma superficial da fachada. 

- As obras implicam na recuperação e preservação de itens antigos do projeto original, elaborado em 1917, pelo então prefeito Luiz Sobral, como as mãos-francesas, moldadas em desenho artístico em ferro fundido. Além dos reparos na alvenaria, também serão feitas intervenções nas redes de esgoto, elétrica, hidráulica (de água potável), no piso, no vigamento e na estrutura que suporta o telhado, bem com na substituição das telhas desgastadas pela ação do tempo – informa o secretário.  

Edilson Peixoto esclarece que as obras ainda não começaram, porque a Secretaria de Obras, Urbanismo e Infraestrutura e a Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca) estão preparando com muito carinho, dois locais para o remanejamento dos feirantes (da feira externa) e permissionários dos boxes da área interna do Mercado. 

Parte do que está funcionando no Mercado vai funcionar no novo estacionamento do Jardim de Alah. A outra parte vai funcionar também ali pertinho do Mercado Municipal, num grande estacionamento. 

- Estamos com tudo pronto para iniciar as obras, que já foram licitadas e já tem os recursos disponíveis (R$ 14,4 milhões), mas em atendimento ao que determinou a prefeita Rosinha Garotinho, estamos concentrando esforços, para que tanto os feirantes como os comerciantes e o público, tenham o menor transtorno possível com a mudança temporária dos locais de suas atividades durante as obras - concluiu o secretário Edilson Peixoto. 




Postado por: Secom

Nenhum comentário:

Postar um comentário