segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Ciência sem Fronteiras abre nova chamada em outubro

As novas bolsas serão para vagas em universidades em 17 países.

O governo federal vai abrir nova chamada, em outubro, para estudantes que desejam participar do Programa Ciência sem Fronteiras. As novas bolsas serão para vagas em universidades em 17 países.

Segundo a presidente Dilma, desde que foi lançado, há dois anos, o programa concedeu mais de 53 mil bolsas a estudantes brasileiros. Desses, 14 mil concluíram seus estudos no exterior, pelo período de um ano, e estão retornando ao Brasil.

A presidente ressaltou que o Ciência sem Fronteiras vai contribuir para o desenvolvimento da indústria, da economia e da pesquisa no país.

As bolsas são em áreas ligadas ao desenvolvimento científico, tecnológico, e à inovação, como engenharia, medicina, ciências biomédicas, da computação, tecnológicas, ciências agrárias, entre outras. Os jovens estudam por um ano em universidades e institutos de pesquisa no exterior e podem fazer estágio em alguns dos principais laboratórios e empresas do mundo.

Para participar, é preciso ter feito, pelo menos, 600 pontos no Enem e ter um bom desempenho no curso superior que faz no Brasil. O governo paga todos os custos do estudante no exterior, incluindo a mensalidade da universidade, o alojamento e a alimentação.

Os principais países de destino dos estudantes do Ciência sem Fronteiras são Estados Unidos, Canadá, França, Inglaterra, Alemanha e Coreia do Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário