sábado, 5 de outubro de 2013

Bancários rejeitam oferta da Fenaban e greve continua

O Comando Nacional dos Bancários rejeitou a proposta de reajuste salarial de 7,1% oferecida pela Federação
Nacional dos Bancos (Fenaban) na sexta-feira (4 de outubro). A entidade afirma que a greve vai continuar.

O Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), avaliou que a proposta de reajuste de 7,1%, oferecida pela Fenaban, é muito baixa. "A proposta da Fenaban foi uma decepção. O lucro dos bancos está em torno de R$ 60 bilhões, de acordo com o relatório do Banco Central. E eles nos oferecem menos de 1% (de reajuste real)", afirmou o presidente da Contraf-CUT, Carlos Cordeiro.

"Rejeitamos e vamos orientar nossos sindicatos a fortalecer a greve para ver se a Fenaban melhora a proposta em mesa", disse o presidente da Contraf, Carlos Cordeiro.
Claudia Assencio, especial para a AE

Nenhum comentário:

Postar um comentário