sábado, 29 de março de 2014

Campos: cidade de riquezas históricas e culturais

    A maior cidade do interior do Estado completa 179 anos de história de sua elevação de vila à categoria de Cidade de Campos dos Goytacazes, decretada em 28 de março de 1935. Para se fundar uma cidade era necessária a criação de Câmara Municipal, uma cadeia e uma igreja matriz, à época coberta de palha na atual Rua 13 de Maio. O que confirma os anos de existência é o ato de criação da Câmara Municipal, com a posse dos primeiros vereadores eleitos em 01/01/1653. Uma Comarca foi criada em 1833, dando início ao processo de elevação de vila à categoria de cidade.

    Segundo a historiadora Larissa Manhães, apesar da divergência de datas Campos sempre foi uma cidade de destaque no Brasil. “Foi a primeira cidade da América Latina a ter luz elétrica e, campo das lutas abolicionistas, decretou a abolição antes da assinatura da Lei Áurea. O jornalista Luis Carlos de Lacerda e José do Patrocínio foram os maiores expoentes da causa. Nilo Peçanha, campista morador da região norte da cidade, chegou ao cargo mais alto da política brasileira, assumindo a Presidência após a morte do então presidente Afonso Pena, em 1909”, contou.
     

    O município se destacou nacionalmente pela produção do setor canavieiro e atualmente é responsável por 80% da produção nacional do petróleo. A Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima preserva a história do município através dos equipamentos culturais, como o Solar do Colégio – antiga residência dos Jesuítas e primeira casa de alvenaria da região -, onde hoje está o Arquivo Público Waldir Pinto de Carvalho, referência na restauração de documentos histórico no Estado do Rio de Janeiro. 

    A Biblioteca Municipal Nilo Peçanha, localizada no Palácio da Cultura, auxilia na pesquisa dos fatos históricos da cidade. Com dois anos de idade, o Solar do Visconde de Araruama, que sedia o Museu Histórico de Campos, é o espaço que retrata a história de Campos desde sua fundação, através das exposições permanentes e temporárias, tendo em vista que o local abrigou a Câmara Municipal e a Prefeitura. A cidade também conta com o maior teatro do interior, o Teatro Trianon, espaço que recebe produções locais e nacionais e faz parte do roteiro dos grandes espetáculos, devido sua importância do cenário cultural.   

     Adicionado por Francisca de Assis |  29/03/2014 11:17:42

Nenhum comentário:

Postar um comentário