quinta-feira, 10 de julho de 2014

Arquivo Público: documentos serão digitalizados

Começa este mês, a execução do projeto “Memórias da escravidão em Campos dos Goytacazes: Digitalização dos documentos de escravos do Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho (séc. XVIII e XIX)”.
O projeto, elaborado por Sérgio Rangel Risso e pela professora Rafaela Machado, tem como proposta a digitalização do acervo de documentos do Arquivo Público Municipal referente ao período da escravidão.
O local possui cerca de 500 documentos, grande parte composta por documentos jurídicos que trazem ações de escravos que entraram na justiça, para, por exemplo, pedir a liberdade por diversos motivos. O espaço foi destaque na edição de maio da Biblioteca Nacional e considerado modelo no Simpósio Íbero Americano Educativo, no México.
O Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho, administrado pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, é referência na restauração de documentos históricos no interior do estado e se destaca na preservação de acervos importantes para a construção histórica da cidade. O espaço segue as normas do Conselho Nacional de Arquivos (Conarq) e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).
Segundo assessora técnica da FCJOL, a historiadora, Larissa Manhães, a documentação digitalizada será disponibilizada na internet. “A intenção é democratizar o acesso à documentação através da rede mundial de computadores, o que vai facilitar o trabalho dos pesquisadores”.
O projeto, apresentado pelo coordenador do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi) do campus Campos-Centro, Sérgio Rangel Risso, foi selecionado no Edital de Preservação da Cultura Afro-brasileira, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
O edital é resultado de uma articulação entre o Ministério da Cultura (MinC), UFPE,  Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) e a Rede Memorial, e tem como objetivo apoiar atividades que propiciem a ampliação do acesso da sociedade civil à memória da cultura afro-brasileira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário